Primeiro LirAa do ano aponta risco de epidemia em GV

image004

O primeiro Levantamento de Índice Rápido do Aedes aegypti (LIRAa) de Governador Valadares (MG) em 2018 é de 10,9%. O resultado do levantamento aponta um alto risco de epidemia e é maior que o índice de 2017 no mesmo período, quando foi registrado 9,7% de infestação; a Organização Mundial de Saúde recomenda que o índice seja abaixo de 1%.

Segundo a Prefeitura de Valadares, a medição foi realizada nos 88 bairros da cidade, divididos em setores, sendo inspecionados 5.700 imóveis pelos agentes de endemias. O setor de maior infestação compreende os bairros Jardim do Trevo, Santa Paula, Planalto, Turmalina, Posto Planalto, Retiro dos Lagos, Sertão do Rio Doce e Os Borges, onde o índice atingiu 18,3%.

Já o setor de menor índice está nos bairros Jardim Alice, São Paulo, Santa Terezinha e São Tarcísio, mas a Prefeitura aponta que a situação ainda é preocupante também nesses locais.

Devido ao grande índice de infestação, foram anunciadas medidas para conter o avanço do mosquito no município. Dentre as ações está a mudança no horário de almoço dos agentes para que encontrem mais moradores em casa e diminua o número de casas não visitas; reforço de larvicida nos ralos e o uso de telas neles; uso de armadilhas para monitoramento e eliminação de foco e a organização para a limpeza de terrenos baldios onde foram encontradas larvas do mosquito.

A participação popular faz toda diferença, já que 75% dos focos do mosquito estão dentro das residências em ralos, depósitos de água irregulares e vasos de plantas.

Mapa do Aedes

O levantamento mostra que 75% dos focos do mosquito estão dentro das casas, motivo pelo qual a população deve contribuir para eliminar os locais em que o Aedes aegypti possa se reproduzir. Para que a comunidade possa se informar melhor sobre o assunto, em janeiro a Prefeitura lançou uma página virtual voltada para o assunto.

Denuncie locais que podem ser focos ou criadouros do mosquito Aedes Aegypti!

Este é um canal direto para a população fazer denúncias. Colabore, sua ligação é sigilosa e confidencial.

Ligue no Zoonoses e denuncie no telefone: 3273.1014 ou 98447.5372

TELEFONES ÚTEIS

Secretaria Municipal de Saúde – SMS

(33) 3225-6404

Gerência de Vigilância Epidemiológica

(33) 3271-0196

Departamento de Vigilância Sanitária

(33) 3271-6520

Departamento de Vigilância em Saúde

(33) 3275-5288

Fonte: G1; SECOM

Foto: Reprodução/Internet

Departamento de Jornalismo – Rádio Mundo Melhor