Incêndio de grande proporção atinge Pico da Ibituruna em Governador Valadares

37258884_10156147418663961_2478609236926398464_n

Um incêndio atingiu o Pico da Ibitiruna na noite desta segunda-feira (16) em Governador Valadares. Segundo o Corpo de Bombeiros, as chamas começaram por volta das 20 horas e equipes foram avaliadas para analisar a situação, mas devido ao terreno irregular e à escuridão, o combate só pode ser iniciado na manhã desta terça-feira (17).

“Chegamos às 5 horas da manhã e tinha pequenas linhas de fogo, que foram combatidas com o uso de bombas costais e abafadores. Após isso foi feito sobrevoo da área pela aeronave da Polícia Militar, que indentificou possíveis pontos onde o fogo poderia recomeçar. Os militares fizeram o rescaldo e depois disso aguardamos mais uma hora para confirmar se não haveria novos focos”, explica o tenente Gustavo Salles.

O fogo consumiu 10 hectares, ou seja, 100 mil m². Ainda de acordo com o tenente, a temperatura mais baixa da madrugada e uma leve garoa que caiu sobre a região ajudaram a extinguir a maior parte das chamas.

Ao todo, participaram do combate às chamas 53 pessoas, sendo 43 bombeiros, seis profissionais do Instituto Estadual de Florestas (IEF), três policiais militares e um servidor do SAAE, que dirigia caminhão-pipa que deu apoio à ação, mas não chegou a ser utilizado.

As causas ainda serão analisadas, mas os bombeiros não descartam a possibilidade de incêndio criminoso.

Área de preservação

Este foi o primeiro incêndio registrado no local neste ano. No ano passado, um incêndio criminoso destruiu 11 hectares de vegetação. Em 2016, o fogo consumiu cerca de dois mil m². Já em 2015, foram consumidos 240 hectares após o fogo começar devido a uma pane de um veículo na montanha. Da mesma forma, outras queimadas foram registradas em anos anteriores.

Para preservar a região, órgãos ambientais promovem ações educativas com os moradores da região, mas outras queimadas de grande proporções foram registradas nos últimos anos.

“Juntamente com o IEF, o Corpo de Bombeiros faz patrulha preventiva, nós conversamos com os moradores para fazer aceiros, que impedem que incêndios se propaguem. Também orientamos a não fazer queimadas controladas, porque muitas vezes o fogo foge do controle. E ainda pedimos que nos acione caso percebam a necessidade”, aponta o tenente Salles.

Desde 2014, o Monumento Estadual do Pico da Ibituruna se tornou unidade de preservação integral, contendo 1.070 hectares.

Fonte: G1 Vales

Foto: Reprodução Internet

Departamento de Jornalismo – Rádio Mundo Melhor



WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com