Em GV: CAAD comemora o Dia Nacional da Luta da Pessoa com Deficiência. Saiba como ter o Cartão Passe Livre

DEFICIENCIA

Na próxima sexta-feira (21), de 15h às 19 horas, será comemorado em Valadares, o Dia Nacional da Luta da Pessoa com Deficiência. A Coordenadoria de Apoio e Assistência à Pessoa com Deficiência (CAAD), a Secretaria Municipal de Cultura, Esporte, Lazer e Juventude (SMCEL) e instituições parceiras vão promover uma série de atividades de lazer, cultura e interação na Praça de Esportes. A ocasião será marcada por competições esportivas, brincadeiras, festival de tortas, apresentações culturais, serviços, show, dentre outras atividades.

Neste mesmo dia, são realizadas atividades e ações em todo o Brasil com o objetivo de chamar a atenção da população para a importância da inclusão social, além de motivar as pessoas com deficiência a lutarem pelo exercício da cidadania e igualdade de direitos, vencendo os desafios e preconceitos. E, claro, também oportunidade de comemorar as conquistas ao longo dos anos.

A Praça de Esportes fica na rua Afonso Pena, 2.550, Centro.

Conheça os serviços realizados pela CAAD em Valadares

E para marcar a data, nada melhor do que conhecer os serviços que a Prefeitura de Valadares oferece para as pessoas com necessidades especiais, através da Coordenadoria de Apoio e Assistência à Pessoa com Deficiência (CAAD), vinculada à Secretaria Municipal de Assistência Social (SMAS).

Criado pela Lei nº5009, de junho de 2002, o órgão é encarregado da execução da Política Municipal de Apoio e Assistência à Pessoa com Deficiência e conta atualmente com 4.485 usuários cadastrados em seu banco de dados (entre ativos e inativos); sendo 2.641 destes considerados ativos. Vale lembrar que devido ao grande número de atendimentos, estes dados alteram a todo momento.

Além de realizar campanhas e seminários de conscientização sobre os direitos, necessidades e capacidades das pessoas com deficiência e encaminhá-las aos Centros de Referência em Assistência Social (CRAS) a fim de que sejam incluídas no CADÚNICO e recebam o Benefício de Prestação Continuada (BPC), por exemplo, a CAAD ainda é responsável por receber e formalizar denúncias de maus tratos contra a pessoa com deficiência à rede de garantias de direitos.

E quem pensa que acabou, está muito enganado.  A CAAD também encaminha as pessoas com deficiência para o mercado de trabalho; cadastrando currículos e fazendo contato com as empresas, reuniões com os representantes do Ministério do Trabalho e Emprego e com a Procuradoria do Trabalho de Valadares. Tudo isso para pensar em estratégias que possam inserir as pessoas com deficiência em empresas que necessitem preencher e suprir as cotas garantidas pela Lei 8.213/91. E mais: é feita também a sensibilização dos funcionários das empresas para que estejam preparados para receber os novos colegas de trabalho. Interessados em cadastrarem o currículo, podem comparecer pessoalmente à CAAD, de segunda à sexta-feira, das 8 às 17 horas.

Caso haja a necessidade de um intérprete de linguagem de sinais, a CAAD também conta com duas servidoras capacitadas na Língua Brasileira de Sinas (LIBRAS). Elas são responsáveis por oferecer atendimento de qualidade aos surdos, com o intuito de facilitar e viabilizar o acesso deles aos serviços na CAAD e SMAS, possibilitando o esclarecimento e a defesa de seus direitos e contribuindo para a inclusão social e o desenvolvimento de sua cidadania.

Cartão Passe Livre

A Coordenadoria ainda cadastra e faz a seleção para a Gratuidade no Transporte Coletivo Municipal – Cartão Passe Livre, por meio de critérios legais, das pessoas com deficiência e para àquelas submetidas a tratamento oncológico, doentes renais crônicos, usuários de colostomia e portador de sofrimento mental que estejam em tratamento no Centro de Referência em Saúde Mental (CERSAM).

Para requerer o Cartão, é necessário apresentar os seguintes documentos:

– Atestado ou laudo médico de especialista do SUS (original e legível) com CID da deficiência;

– Declaração do tratamento médico ou da instituição que atende a pessoa com deficiência ;

– 1 foto 3×4 recente;

– 1 cópia do comprovante de renda familiar (extrato ou contracheque);

– 1 cópia do comprovante atualizado de endereço, emitido há no mínimo seis meses;

– 2 cópias da carteira de identidade; se for criança, cópia da certidão de nascimento;

– 2 cópias do CPF;

– Se houver acompanhante, trazer duas cópias da carteira de identidade e do CPF de cada um dos acompanhantes.

Os documentos devem contar com data do atendimento, nome correto do/a usuário/a e com assinatura do/a Profissional especialista. Outros documentos que se fizerem necessários, serão solicitados durante entrevista com a Assistente Social da CAAD.

Feito isso, o próximo passo é comparecer ou ligar para a CAAD para agendar atendimento com a Assistente Social (que é feito de segunda a sexta-feira, das 12 às 18 horas). Vale lembrar que a CAAD fica na rua Pedro Lessa, 286, Lourdes. E os telefones para agendamento são:  3277-9375 / 3277-9386 – ramal 202.

A CAAD ressalta que é vedada a utilização indevida do cartão pelo acompanhante e por terceiros, sujeitos o infrator e o beneficiário às penalidades: I – advertência por escrito; II – retenção do cartão pelo prazo de 30 dias; III – cassação do benefício.

Fazem parte da equipe da CAAD a coordenadora, Dirce Pereira Albino; a assistente social, Camila Gomes Oliveira Félix; os agentes administrativos, André Ricardo Alves Pereira e Jucimar Araújo Nunes; o assistente administrativo, Osmin Gonçalves Rodrigues; a atendente, Maria Madalena Arminda Caetano e a intérprete de Libras, Jeane Sarah Morais Thiago.

Fonte: SECOM/GV

Foto: Reprodução/Internet

Departamento de Jornalismo – Rádio Mundo Melhor



WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com