PRF: Operação Rodovida 2018 focará na redução de violência no trânsito

operacao_rodovia_banner_site_20122017

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) iniciou, na madrugada desta sexta-feira (21), a Operação Natal. A ação é integrada à Operação Rodovida e se encerra às 23h59 do dia 25 de dezembro, em seguida começa a Operação Ano Novo, à meia-noite do dia 28 de dezembro e término às 23h59 do dia 01 de janeiro de 2019. Segundo a PRF,  ambas têm como objetivo reduzir a gravidade de acidentes no trânsito e diminuir a criminalidade nas rodovias federais, promovendo reforço concentrado nas ações de policiamento e fiscalização durante os feriados.

Devido ao aumento no fluxo de veículos e de passageiros nas rodovias federais em função das férias escolares e das festas de fim de ano, a PRF realizará ações preventivas, em locais e horários de maior incidência de acidentes graves e de criminalidade, de acordo com as estatísticas, para reduzir a violência no trânsito e garantir mais conforto e segurança para os usuários da rodovia.

Serão utilizados durante as fiscalizações o etilômetro (aparelho que verifica o teor alcoólico no organismo do condutor) para evitar embriaguez ao volante, e o radar móvel para inibir o excesso de velocidade. Os agentes estarão atentos a ultrapassagens indevidas, falta do uso de equipamentos de segurança e condições de conservação dos veículos. Também haverá cuidadosa fiscalização aos veículos de duas rodas, que são os que ocasionam mais vítimas graves ou letais.

Principal ação de enfrentamento à violência no trânsito brasileiro, com objetivo de reduzir o número de vítimas de acidentes. Criada em 2011, Rodovida é uma ação do governo federal, comandada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública, por meio da PRF, com apoio da Presidência da República, Casa Civil e dos Ministérios das Cidades, da Saúde e dos Transportes.

Recomendações aos viajantes

Planejamento da viagem – O motorista deve se informar sobre as distâncias que percorrerá, condições do tempo, pontos de parada, existência de postos de combustíveis e de restaurantes à beira da estrada. Não esquecer documentação pessoal e do veículo;

Revisão preventiva – Providenciar a checagem do automóvel mesmo para pequenas viagens. Pneus calibrados e em bom estado; motor revisado, com óleo e nível da água do radiador em dia. Não esquecer de verificar a presença e estado dos equipamentos de porte obrigatório, principalmente pneu estepe, macaco, triângulo e chave de roda, além dos limpadores de para-brisa e luzes do veículo;

Pausas para descanso – O condutor deve programar paradas a cada 3 horas. Quem se expõe a muitas horas dirigindo fica sujeito ao fenômeno da “hipnose rodoviária”, na qual se mantém de olhos abertos, mas sem percepção da realidade à sua volta. Ela vem acompanhada de sonolência, perda de reflexos e de força motora;

Período noturno – Evitar circular à noite por conta da redução da visibilidade;

Previsão do tempo – Procurar se informar sobre as condições do tempo nos lugares por onde vai passar. O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) disponibiliza gratuitamente informações sobre o clima no endereço www.inmet.gov.br;

Sob neblina ou cerração, você deve imediatamente acender os faróis e reduzir a sua velocidade. Lembre-se de que nessas condições o pavimento fica úmido e escorregadio, reduzindo a aderência dos pneus;

Durante a chuva, ou com o asfalto molhado, o motorista deve aumentar a distância em relação ao veículo que trafega a sua frente. Assim, é possível evitar freadas bruscas que, nessas condições, elevam o risco de derrapagens e aquaplanagens;

As palhetas do limpador de para-brisa precisam estar em bom estado de conservação para que a chuva afete o mínimo possível a dirigibilidade do veículo. Elas devem ser trocadas uma vez por ano;

Os faróis devem estar sempre acesos.

Fonte: Jornal Boa Vista / G1

Foto: Reprodução/Internet

Departamento de Jornalismo – Rádio Mundo Melhor



WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com